Sustentabilidade: aprenda a fazer uma composteira doméstica

A questão ambiental é uma prioridade para a nossa sociedade. Todos precisamos fazer a nossa parte para tornar o mundo um lugar melhor. Muitos pensam que uma vida sustentável é difícil ou significa abrir mão de muitos hábitos, mas não é verdade.

No post de hoje vamos ensinar a fazer uma composteira em casa! Para quem não sabe do que se trata, uma composteira é um sistema de reciclagem dos resíduos orgânicos onde minhocas e microorganismos transformam restos de alimentos em adubo de excelente qualidade. É um sistema prático, compacto, higiênico e de fácil manuseio que não produz cheiro nem atrai insetos ou animais indesejados.

Além disso, ela contribui para minimizar os impactos do descarte de resíduos orgânicos nos aterros sanitários e produz, de maneira caseira, um biofertilizante potente para nutrir as plantas domésticas.

Como produzir?

Para produzir uma composteira, será necessário dois ou três recipientes plásticos com tampa, podendo ser grandes, como baldes de tintas de 20 litros ou potes de sorvete de 2 litros.

As caixas deverão ser empilhadas. A de cima deverá ter alguns furos no topo das laterais (logo abaixo da tampa, na lateral). Também deve haver furos no fundo, por onde passarão as minhocas. Nesta primeira caixa, devem ser depositados o resíduo orgânico, a serragem (ou folhas secas) e as minhocas.

A caixa de baixo deve ter a tampa recortada em seu diâmetro, quase na totalidade, para que escorra o biofertilizante.

As espécies mais indicadas para a realização da compostagem são as vermelhas da Califórnia (Eisenia fetida) e a Eisenia Andrei, por terem boa taxa de reprodução e de metabolização, fazendo com que o composto se decomponha mais rápido.

Como resultado do processo, é gerado o húmus e o biofertilizante líquido. Este deve ser diluído na proporção de 1 para 10, em água. Esse líquido deve ser usado para irrigar as plantas, uma vez por mês. Já o húmus deve ser misturado junto com a terra, na proporção de 1 para 3, para plantar ou colocar embaixo da terra para melhor absorção.

Restrições de alimentos na composteira

Não são todos os alimentos que podem ser descartados via composteira. Frutas, legumes, verduras, grãos e sementes, sachê de chá, borra e filtro de café e cascas de ovo estão liberados sem moderação. Por outro lado, é preciso tomar cuidado com frutas cítricas, alimentos cozidos, guardanapos e papel toalha, óleos e gorduras, flores e ervas, laticínios, papel e papelão e temperos fortes. Esses alimentos podem ser descartados desde que de forma moderada. Já carnes, fezes de animais carnívoros e papel higiênico usado não podem ser colocados na composteira.

Que tal produzir a sua própria composteira em casa e começar uma vida mais sustentável e responsável com o nosso ecossistema? Se o estilo do it yourself não é o seu, não se preocupe, existem muitos modelos de composteiras prontas à venda em lojas especializadas ou na internet. 

Se ficou com alguma dúvida, assista ao tutorial aqui.

Sustentabilidade: aprenda a fazer uma composteira doméstica
Veja Também
img
Irmãos Kunst prepara entrega de mais um empreendimento em Igrejinha

Obras do Edifício Seven estão sendo concluídas nesta quinta-feira, 30, e reforçam comprometimento da empresa com clientes e parceiros.

Ver Mais
img
Taquara: a cidade da tradição e da inovação

Conhecida como a capital do sorriso, Taquara é um município localizado entre as cidades de Três Coroas, Novo Hamburgo e Sapiranga, no Vale do Paranhana, e fica a 86,3 km de Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul.

Ver Mais
img
Saiba como incorporar a adega na decoração de sua casa

Se você faz parte do time de amantes de vinhos, provavelmente já pensou em como pode incorporar uma adega na decoração de sua casa.

Ver Mais